19 de March de 2021 Empresas

Takasago moderniza laboratórios de Fragrâncias e projeta crescimento de 30% no faturamento


A Takasago, uma das cinco maiores empresas de aromas e fragrâncias do mundo, com operação em 26 países, incluindo o Brasil manteve seus planos de investimentos, a despeito da pandemia, e expandiu e modernizou seu Centro Criativo de Fragrâncias no país. Planejada desde 2019, a remodelação do local compreende os Laboratórios de Criação e Aplicação, as Salas de Avaliação e de Qualidade, e foi inaugurada no começo deste mês, na sede da companhia, em Vinhedo, no interior de São Paulo.

Maior investimento na Divisão de Fragrâncias nos últimos 10 anos, a reforma ampliou a área em 50%, propiciando um aumento da equipe de especialistas também em até 50%. "Faremos as aberturas de vagas e contratações de maneira gradual, como parte do plano de investimento, revela Anacelia Schlittler Contador, diretora da Divisão de Fragrâncias da Takasago.

“Esta renovação aumenta de maneira significativa a nossa eficiência de criação de fragrâncias e aplicação nas diferentes formatos e segmentos e, portanto, também esperamos um crescimento no nosso faturamento, algo em torno de 30% até 2023", avalia.

Além do aporte financeiro na ampliação da área e na infraestrutura, a Takasago também comprou equipamentos de aplicação e de análise sensorial de última geração, e adquiriu um software para gerenciamento de materiais.

"Nosso 'novo' Centro de Criação tem três grandes pilares: o primeiro são os laboratórios de criação, onde são feitas as pesagens para as novas fragrâncias e amostras; outro são os laboratórios de aplicação, onde injetamos as fragrâncias em todos os segmentos, como, por exemplo, xampus, sabonetes, detergentes, sabões em pó, etc; e as salas de avaliação, onde a equipe interna, após aplicada a fragrância, faz testes que reproduzem a condição real de uso dos produtos, como um chuveiro ou uma máquina de lavar, por exemplo, em todos os níveis de utilização pelo consumidor", explica Anacelia.

Ela diz que suas capacidades de produção de amostras e de desenvolvimento ganham força, com a aposta na modernização

“Fizemos tais investimentos por entendermos que, antes e, principalmente, durante a pandemia, houve aumento de consumo em vários segmentos, como o de limpeza, por exemplo: tanto em higiene pessoal, quanto da casa. Pensamos, principalmente, no consumidor", conclui.  

Notícias Relacionadas